sábado, 23 de julho de 2011

E então?

Descobri ontem a noite uma realidade incomoda, não é o medo pelo futuro e dele que tanto me atormenta, mas sim minha louca ansiedade, desejando que tudo saia corretamente, da maneira que planejado, coisas simples me causam arrepios, volte meia tenho aquela sensação que as coisas podem simplesmente fazerem puf! e sumirem, então ponho-me a pensar e se amanha acordar e não conseguir mais escrever? Provavelmente ficarei em crise, e se o puf! for com minhas esperanças? O que acontece dentro de nós que causa esse pequeno estalo? Eis que gostaria das respostas! Pensando em um post diferente dos demais, deixo para vocês a questão qual me atormenta, e se o puf! acontecesse a vocês, o que abririam mão ou perderiam?

2 comentários:

  1. Este medo é complicado, sempre acreditei que o medo mostrava o quão humanos somos, que não somos heróis, por mais que tentamos ser. O medo é nosso termômetro, sabe, hoje eu tenho medo de acordar e não sentir mais medo de nada. Hoje não abro mão da minha esperança, que é a segunda vinda de Cristo. Este seu post me deixou intrigado e pensativo a respeito dos meus valores é princípios, o que posso abrir mão e o que levarei comigo sempre. obrigado, te seguirei. Bjaum

    ResponderExcluir
  2. Olá, exato também penso que este medo mostra nossa humanidade, embora ele nos deixe intrigados por vezes, agradeço o comentário, esperarei sua visita mais vezes (:

    ResponderExcluir