sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Antes de morrer...

O tema pode parecer até meio clichê, no entanto prosseguirei. Está um torpido vento abafado lá fora, as árvores estão dançando e eu decido se estudo química ou não, obviamente se você está lendo este texto no momento já descobriu o que fiz. Uma idéia martelou todos os minutos deste dia em minha mente, a recordação da história de um livro que há meses li. Antes de morrer de Jenny Downham, estava a me torturar. Imagine saber que lhe restam poucos meses de vida? Talvez dia, ou possíveis horas, o que realmente teria de ser feito, desfeito, reformulado? Não, não estou falando de nossos planos mirabolantes de conhecer todos os países que desejamos, torrar os cartões de crédito ou qualquer estória dessa laia. Escrevo sobre uma situação possivelmente real, a quem você diria eu te amo? Quantas vezes foi capaz de o dizer? Você simplesmente se arrependeria dos erros, ou os encararia como humanos? Prosseguiria em seu curso, faculdade, escola, trabalho sabendo que seu coração poderia não bater mais? Gostaria de dizer, quais seriam minhas nobres ações, porém vejo impossível fazê-lo, porque ao fundo jamais saberemos nossa consciência até chegar o ponto exato, e quando nele estivermos não teremos prováveis tempos para discussões tolas. Mas e você, o que faria? Até onde iria e por quem?