terça-feira, 25 de outubro de 2011

infortúnios...

Não sei bem como isto acontece, começa pelos gestos vulgares que noto, a forma torta dos lábios os estranhos arredores, de repente se transforma em muito, muito mais do que prevejo e sou capaz de controlar, sinto um espasmo e estou enjoada das pessoas, elas me aborrecem por vezes por respirar, sei que não posso roubar seus ares então me excluo como se minha unica alternartiva fosse continuar assim, desculpem-me, porém não sei viver de outra forma se não esta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário