domingo, 29 de abril de 2012

E tão abruptamente toda sua linha irracional de desejos e superstições a afanaram sem muita esperança, porque ao final no soar do crepúsculo, ela jamais havia dado sequer um indício e tudo permaneceria exatamente como estivera. Num mero fio imaginário.

L.E.Haubert

quarta-feira, 25 de abril de 2012

" Há de valer teu charme,
mais que a beleza conspícua
das almas veladas pelos airosos jardins,
quais me vagam timbres laicos transcendentais.

Há de valer teu aroma almiscarado,
Minha mistura imprópria da honra com glória,
corrente por rios lamacentos onde o marrom predomina,
igualmente dentre as utopias carentes.

E entre tuas marcas heroicas de perdidos,
hei de observar o notívago sereno, que de ti
e somente ti desperta perene a desmantelar.

Assim tão logo a fascinação se desfaz,
E de teus restos possessos me tragam os malfeitos,
que ecoam como uma lembrança resignada.

E tampouco tu me tornaste num bom selvagem."

L.E.Haubert
O constante e rotineiro problema com as pessoas é que elas carregam bagagens todo o tempo. Malas inexoráveis quais vem sendo acumulados com o passar dos anos e tão logo são memórias, são sentimentos, calafrios e espasmos de noites aconchegantes e frias mesclados a sombra de entes quais os novos não querem ver. E eu que tivera sempre a mania de permanecer numa tentativa de crua liberdade, sempre me desfazendo de amarras, me recompondo até encontrar algo substancial a qual pousar simplesmente descompreendia a importância de carregar além da sabedoria; os retalhos. 

segunda-feira, 9 de abril de 2012

antíteses...

É madrugada e minha mente perturbada se inquieta pela mesmice diurna. Rolo em sonhos inacabados com almas flutuantes e esfinges grotescas, sem remediações, às vezes claro, às vezes escuro, constantemente construído de antíteses... Então abruptamente o cerco me fecha, respiro profundamente cantarolando alguma música infernal, qual a letra dedilho pouco, o despertador toca, abro os olhos, acabo sorrindo mediocremente tendo a certeza de que me restarão as próximas sombras.